FESTA DE NATAL

Comemoraremos nosso NATAL no dia 14 de dezembro.

Desta vez, faremos nossa festa no Club Municipal, onde foi criada a ANBEP.

O Presidente do Clube, Luizinho Paredes, fez uma grande diferença, e seu salo maravilhoso. O buffet elogiadíssimo! Além de tudo, o clube é muito próximo ao Metrô, da estação AFONSO PENA.

A orquestra começará a tocar às 18:30 h e tocará até 23:30h; Assim, dá tempo de todos chegarem à estação do Metrô!

RESERVE  LOGO SEU  LUGAR!  Vários associados já guardaram sua vaga!

Basta ligar para a ANBEP no horário de 10:00 às 17:00h.

 

AUSÊNCIA DE RECADASTRAMENTO – Aposentados com pagamento suspenso

 

Prezado Associado,

Informamos que os aposentados abaixo, aniversariantes dos meses de janeiro a junho, estão com o pagamento suspenso em virtude de não terem feito a PROVA DE VIDA nos respectivos meses de aniversário.

Recomendamos urgência no comparecimento à SEFAZ– Secretaria de Fazenda, à Avenida Presidente Vargas, 670, 3º andar, portando original e cópia dos documentos necessários ao recadastramento, a saber:

CPF, Identidade, Comprovante de Residência Luz, Água, Gás ou Telefone em nome do próprio, além dos documentos dos Dependentes. É fundamental também levar o EXTRATO DE PAGAMENTO do INSS, do último mês e apresentar o Cartão da Conta Bancária onde recebe a Renda Mensal Previ-Banerj. 

Segue abaixo a relação:

 

ADELINA RODRIGUES DE CARVALHO

AFONSO HERBERT DE SOUSA

AGNALDO JORGE DA SILVA

ALAIR PEREIRA DA SILVA

ALFREDINA PERES DE SOUZA

ALMIRA RODRIGUES SECCO

AMAURI DA SILVA PEIXOTO

ANA BEATRIZ CAVALCANTI LOBO

ANA MARIA BRANDAO FISCHER

ANGELA MACEDO ORLANDI

ANGELA MARIA DE OLIVEIRA PEREIRA. MONTEIRO

ANTONIA DE OLIVEIRA GUIMARAES

ANTONIO CARLOS BRAGA JUNIOR

ANTONIO DE OLIVEIRA SOBRINHO

ANTONIO ROCHA DE OLIVEIRA

ARAKEN MAZZONI BRIGIDO

ARILZA FERREIRA VIEIRA COUTO

ARLETE MOREIRA DOS SANTOS

AUREA ROCHA GUIMARAES

AYLTON SILVEIRA

CARLOS GONZALEZ MENDOZA

CARMEM CELIA DE BARROS CORDEIRO

CARMEN LUCIA MARTINS LINO DA SILVA

CELINA DE SOUZA MURY

CIDNEA LOPES OLIVARES

CILEIA AMORIM SARDINHA

CIRENE DOS PRAZERES ALVIN

CLARENSON MACHADO MOTTA FILHO

CLAUDINO BORTOLOTTO

CLAUDIO ARISTIDES COUTO SOUZA

CLAUDIO HENRIQUE SOARES

CREUSA NEVES DE ALMEIDA

DAGMAR MARIA LOPES DE ARAUJO

DALTIVA DOOD RIBEIRO

DARLI ANCELME

DIDEROT DE CARVALHO FILHO

DILMA PEREIRA ANTUNES SOARES

DIOGENES JOSE DE OLIVEIRA

DIOGO JOSE DA FONSECA

DORVALINA MARIA PINTO DOS SANTOS

ECLENILSON FRANCO

EDINA DOS SANTOS TAVARES

EDINA PEREIRA DE SOUZA

EDIR DE BARROS ARAUJO

EDITH BERNADETTE BARBOSA FERREIRA

EDSON SYLVIO GUIMARAES

ELIANE ALVES DOS SANTOS

ELIAS FRANCISCO DA SILVA

ELICE LEITE RODRIGUES

ELISANGELA CANDIDO DOMINGOS DA SILVA

ELVERINA CONHASCA BITTENCOURT

ELZA FERREIRA ANTAOBODEN MULLER

ELZY MORAES ALMEIDA

EMILSON PINHEIRO ALVIM

EMMANUEL ARANHA NOGUEIRA COELHO

ENI SANTOS MARTINS

ESTENIO CAVALCANTI DE OLIVEIRA

EUGENIA MARIA LOPES

FERNANDO ANANIAS DE LIMA

FRANCISCO RAIMUNDO DA SILVA

GERLANE AMARAL GUERREIRO

GERSON CASEMIRO DA SILVA LEITE

GERVASIO SOARES DE SANTANA

GIL SANTANNA

GILMAR CARNEIRO DE AQUINO

HELENA CARLA DE SOUZA MOREIRA

HELIA FERREIRA MACHADO

HELIO LIMA DA CUNHA

HELVIA MARIA DA PENHA COSME AMORIM

HEROTIDES DA CONCEICAO

HILDA ARAUJO CORREA

HILDA DA SILVA NEVES

HORTENCIA FREITAS DE AMORIM

IARA ALVES ADAES

DALINA MARCIA BASTOS BALDO

ILMA ELOAR DOS SANTOS LIMA

INHACI AZEVEDO ROCHA

IRACEMA DE OLIVEIRA MARCONDES

IRACEMA MARTINS DA SILVA

IRENE DIB RODRIGUES

IRINEU TAKESHIOSHIRO

ITANISLAVA DE ASSIS FRAVOLINE

IVONE FERREIRA COUTO

JACQUELINE CHAGAS

JAIR BASTOS DOS SANTOS

JAIRO ROBERTO MARQUES FONSECA

JANAINA DA GRACA FEITOSA

JEFERSON ALVES PEREIRA DA ROSA

JERUSA DIAS PEREIRA

JESSY QUITETE FERREIRA

JOAO CARLOS RODRIGUES

JOAQUIM DE OLIVEIRA

JOSE ALVES CORDEIRO

JOSE AUGUSTO NUNES

JOSE BRIOZO DA SILVA

JOSE CARLOS DE LEMOS LEONI

JOSE CARLOS PAIVA

JOSE DE SOUZA LIMA

JOSE FERNANDO QUEIROZ SEGALOT

JOSE JULIO DA SILVA E SOUZA

JOSE LIMA

JUVENIL SOARES DE SOUZA

LAUDICENA MOURA DA CUNHA

LAURA DA SILVA NEVES

LAURA ESMERALDA ROCHA MADEIRA

LAURA ESMERALDA ROCHA MADEIRA

LAURO DE SOUZA MATTOS

LEA FERREIRA DOS SANTOS

LEA GONCALVES RAMOS

LEILA ANTONIA ARAUJO SILVA MARTINS

LENI MACHADO CARDOSO CYPRIANO

LEONIDAS LANNES ROCHA

LETICIA SCHETTINO VIEIRA

LIVIA SANTOS MACHADO

LOURDES DE ALMEIDA RIBEIRO

LUCIA MARIA BATISTA DE FARIAS

LUCIENE GAMA DALLES

LUCY LIBERATO LOPES

LUIZ ANTONIO DA SILVA MAGALHAES

LUIZ CARLOS DE BARROS

LUIZ CARLOS GOMES DA SILVA

LUIZ FERNANDO MEDEIROS

LUIZ SERGIO RANGEL DE SA

LUZIA DE ALBUQUERQUE BRAGA

LUZIA MARQUES DE MELO

LYGIA VAZ SAMPAIO

MAGALONA VIEIRA DA COSTA

MAGDA CEZAR STEFANO

MANOEL LUIZ RAMOS DE LIMA

MARCELO SERRAN DE PINHO

MARCIA ELIZABETH OLIVEIRA PECANHA

MARCIO DICKSON DE OLIVEIRA

MARIA ANTONIETA VASQUES CAMPOS

MARIA AUXILIADORA DA CRUZ SANTOS

MARIA CRISTINA DE ARAUJO

MARIA DA CONCEICAO CABRAL DOS SANTOS

MARIA DA PENHA DE FREITAS GUIMARAES

MARIA DARC SILVA CARNEIRO

MARIA DAS GRACAS GARCIA GOMES

MARIA DE CARVALHO PERES DE SOUSA

MARIA DE FATIMA LOPES FERNANDES

MARIA DE LOURDES GARZON GUIMARAES

MARIA DE OLIVEIRA PINTO

MARIA DE ZILDA FREIRE

MARIA DO NASCIMENTO LEIRAS

MARIA DO SOCORRO FREITAS TEIXEIRA

MARIA ELIAN CHAVES BRAGA

MARIA FATIMA DA POCA SOUZA

MARIA HELENA DA ROCHA DIAS

MARIA HELENA DE ANDRADE COSTA

MARIA ISABEL GALVAO

MARIA IVANI DOS SANTOS

MARIA JOSE ALVES CONCEICAO

MARIA JOSE BASTOS DA SILVA

MARIA JOSE MELLO VIEIRA DE SOUZA

MARIA LETICIA DOS SANTOS

MARIA LUCIA DE ALMEIDA NASCIMENTO

MARIA LUCIA DO NASCIMENTO

MARIA LUCIA LIMA SOUTO BARROS

MARIA LUCIA MACHADO MARQUES

MARIA LUIZA CARVALHO GOMES

MARIA LUIZA PEREIRA DOS SANTOS TELES

MARIA MADALENA RIBEIRO ALMEIDA

MARILDA DE FIGUEIREDO

MARILIA DA SILVA SOUZA

MARINA DOS SANTOS GUIMARAES

MARINA RAMALHO PEGO

MARLENE DOMENI GODOI

MARLENE NUNES JULIAO

MARLENE OLIVEIRA MELLO

MARLI FERNANDES

MARLI JULIA DE FREITAS SOUZA

MARY SESUELYB SARAMAGO

MAURICEA LINS NEVES

MICAELA LOPES CARVALHO

NADIR MUROS GOMES

NELMA RIBEIRO MANSOLDO

NELSON DE SOUZA CRUZ

NEUZA MARIA DOS SANTOS

NILMA ALMEIDA DA SILVA

NILSON ATHAYDE NASCIMENTO

NILSON PERES DA SILVA

NILTON NUNES BERNARDO

NILZA DAS CENCAO CAMPOS

NIVAN TEIXEIRA DOS SANTOS

NOELI PINTO RODRIGUES

OLANDA REIS XAVIER

OLGA DE SOUZA SANDY

OLIV ARARAUJO TRINDADE FILHO

OTACILIA RABELO GONCALVES DE SOUZA

PAULINO JOSE DE MIRANDA

PAULO CESAR ALVES DA SILVA

PAULO CESAR MARINHO FERNANDES

PAULO CORREA BRANDAO

PAULO ROBERTO ROBADEY

PEDRINA ANTONIA DA SILVA OLIVEIRA

PEDRO DOS SANTOS BELLO

REGINA LUCIA BARRETO NEVES

REGINEIA CABRAL DE MATTOS

RONALD TEIXEIRA PEREIRA

ROSANE FATIMA DE ALMEIDA LEAL

ROSANGELA ALVES DA SILVA

ROSANGELA RAMOS DE ABREU

ROSIANGELA RAMALHO DE SOUZA KNUPP

SAMUEL DIAS DE AZEVEDO

SANDRA MARIA DO ESPIRITO SANTO

SANNY SOUZA SILVA

SAUL SZRVINKY DUARTE

SEBASTIANA DE SOUZA

SEBASTIANA MARIA RODRIGUES

SEBASTIANA MONTEIRO DA SILVA

SEBASTIANA RIBEIRO BAARS

SEBASTIAO ANANIAS CARDINOT

SEBASTIAO DA SILVA

SEBASTIAO LOPES CELESTINO

SERGIO LUIZ MCAUCHAR

SHEILA MARIA FELICIO DOS SANTOS

SILENE TAVARES DE SOUZA

SILVIO DA SILVA FIGUEIREDO

SILVIO PINHEIRO

SOLANGE VARGENS FERREIRA

SONIA DOS SANTOS CORREA

SONIA FERREIRA DE BRITTO

SONIA MARIA GOMES

SONIA MARIA SILVA PINTO RODRIGUES

SONIA PAULO DA FONSECA

SUEILI JACINTO DA SILVA

SUELI CORREA BRASIL

SUELI DE SOUSA FERRAZ

SUELI GOMES MEYER

SUELY CONCEICAO DE SOUZA

SUELY MAGALHAES GOMES

SUZETE DE ANDRADE LEAO

SYLVIA MARIA SOUTO DE CASTRO

TANIA MONTEZ GABLER

TELMO ASSENCIA NOHEIZER

TEREZA LEITE PEDROSO

TEREZINHA TRAJANO DA COSTA

THEREZA DE JESUS ROSA VIEIRA

THEREZINHA DOS SANTOS MIRANDA

URANIA PIRANEMA RODRIGUES

VALDEMAR NASCIMENTO VASCONCELOS

VALDINEA PEREIRA LIMA GONCALVES

VALERIA DIAS VIVAS

VERA LUCIA DOS SANTOS

VERA LUCIA LOPES DE SOUZA

VERA LUCIA MACHADO FERREIRA

VERONICA BEZERRA DA SILVA

VILMA GUEDES PINHEIRO

WALTER PINTO

WANDAMEN DE S CORREA

WARLINDO JOSE ALMEIDA

WILMADE SOUZA FRANCO

WILSON COUTINHO

WILSON RODRIGUES DOS SANTOS

YARA GOMES DA SILVA

ZENILDA FAGUNDES

Resolução SEPLAG nº 1.522

RESOLUÇÃO SEPLAG Nº 1.522, DE 05 DE OUTUBRO DE 2016.

 

DISPÕE SOBRE A PROVA DE VIDA ANUAL DOS EX-PARTICIPANTES E BENEFICIÁRIOS DA PREVI-BANERJ, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

 

O SECRETÁRIO DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO, no uso de suas atribuições, d considçranbo o disposto no art. 4º do Decreto nº 40.306, de 24 de julho de 2013, e o que consta no Processo nº E-01/067/1086/16;

 

RESOLVE:

 

Art. 1º – Com a finalidade de promover a atualização cadastral e garantir a regularidade dos pagamentos, os ex-participantes e beneficiários integrantes da folha PREVI-BANERJ deverão realizar Prova de Vida anual, no mês de seu respectivo aniversário e na forma prevista nesta Resolução.

 

1º – O PREVI-BANERJ convocará os ex-participantes e beneficiários no mês anterior ao mês de aniversário, por meio de carta encaminhada ao endereço cadastrado no PREVI-BANERJ. A convocação via correspondência ocorrerá, somente, no primeiro ano da Prova de Vida.

 

2º – Nos anos seguintes, a relação dos ex-participantes e beneficiários da PREVI-BANERJ que deverão realizar a Prova de Vida no mês de aniversário estará disponível nos sítios eletrônicosi www.servidor.rj.gov.br e www.rj.gov.br/seplag

 

Art. 2º – A Prova de Vida Anual terá início no mês de janeiro de 2017 e será realizada mediante comparecimento dos ex-participantes e beneficiários da PREVI-BANERJ no Posto de Atendimento sito à Av. Erasmo Braga, nº 118, 9º andar, Castelo, Rio de Janeiro, de 09:00 às 17:00 horas.

 

Parágrafo cnico – Para fins de atualização cadastral, os ex-participantes e beneficiários da PREVI-BANERJ, deverão apresentar o original do documento de identidade com foto e cópia autenticada, o original do CPF e cópia autenticada, cópia do comprovante de residência (água, luz, gás ou telefone fixo), cópia do último contracheque INSS, comprovação de dependentes para fins de Imposto de Renda (certidão de nascimento, certidão de casamento e/ou união estável) e o original de comprovante de conta bancária em que é creditado seu pagamento, aceitando-se talão de cheques, cartão da conta bancária ou extrato bancário como documentos probatórios, sendo desnecessária a apresentação de cópias.

 

Art. 3º – Os ex-participantes e beneficiários da PREVI-BANERJ impossibilitados de comparecer no local indicado deverão adotar os seguintes procedimentos:

 

I – os ex-participantes e beneficiários residentes na Região Metropolitana do Estado do Rio de Janeiro, estando impossibilitados de comparecer por problemas graves de saúde, deverão realizar a Prova de Vida através de procurador devidamente identificado. O procurador deverá apresentar os seguintes documentos: Procuração por Instrumento Público registrada em cartório quando o ex-participante/beneficiário for pessoa incapaz ou Procuração por Instrumento Particular com firma reconhecida, quando o ex-participante/beneficiário for pessoa capaz, Laudo Médico (atualizado, legível e com o CRM do médico que o expediu) e os documentos enumerados no art. 2º, § 1º desta Resolução.

II – a Região Metropolitana do Gstadi do Rio de Janeiro é composta pelos oeguintes muni ípios: Belford Roxo, Cachoeiras de Macacu, Duque de taxias, Guapimirim, Itaboraí, Itaguaí, Japeri, Magé, Maricá, Mesquita, Nilópolis, Niterói, Nova Iguaçu, Paracambi, Queimados, Rio Bonito, São Gonçalo, São João de Meriti, Seropédica e Tanguá.

III – os ex-participantes e beneficiários da PREVI-BANERJ residentes fora da Região Metropolitana do Estado do Rio de Janeiro ou em outros Estados poderão enviar, para esta Secretaria, Declaração de Prova de Vida registrada em cartório, além dos documentos enumerados no art. 2º, § 1º, desta Resolução.

IV – os ex-participantes e beneficiários da PREVI-BANERJ que residem no exterior poderão enviar, para esta Secretaria, Declaração de Prova de Vida registrada em Consulado, além dos documentos enumerados no art. 2º, 1º, desta Resolução.

 

Artr 4º – O pagamento dos benefícios de ex-participantes e beneficiários da PREVI-BANERJ que não realizarem a Prova de Vida no mês indicado será suspenso até que a situação cadastral seja regularizada.

 

ParágÚafo Único – Após a suspensão do pa amento, os benefícios serão regllarizados mediante a realização dp Prova de Vida, na forma previstaapesta resolução.

 

Art. 5º – Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

 

Rio de Janeiro, 05 de outubro de 2016.

 

FRANCISCO ANTONIO CALDAS DE ANDRADE PINTO

 

Secretário deoEstado de Plansjamento e Gestão

Caberj e suas co-irmãs

“Quando irmão luta contra irmão, o que pode um estranho fazer?”

Confúcio

 

Quando a atual Diretoria da CABERJ evidenciou o desastroso Contrato firmado com a Prefeitura do Município do RJ, após a renovação, já contabilizava “déficit” gerado pela malfadada parceria por gastos excessivos com tal contrato.

A bem da verdade, o acordo firmado com a Prefeitura desarrumou os cofres da CABERJ, que agora está agilizando o processo de adequação da infraestrutura que foi montada para atender tal convênio.

Dissolvido o danoso contrato, a CABERJ está em fase de recuperação, através de novas e importantes contratações com entidades como: TRF- 2-Tribunal Regional Federal da 2ª Região ( em torno de 2.400 vidas ); NUCLEP ( em fase final de contratação de 3500 vidas );  HOSPITAI ISRAELITA  e  HOSPITAL BADIN, ( cujos funcionários somam 2.000 vidas ); SINDITANQ ( 2.000 vidas ), e outras instituições de porte e credibilidade.

Obtivemos a informação de que a meta imediata de corte de gastos é da ordem de 1.200.000,00 mensais, passando por demissões. Obviamente, há necessidade de muito mais!

 

É a resposta da CABERJ difundindo e ampliando novos horizontes para sua logomarca!

 

É importante todos nós conclamarmos as nossas co-irmãs  ABANERJ, AFBER, ANSIB e AAFBANERJ, para buscarmos colaborar com a CABERJ e, juntos possamos, com rapidez e transparência ultrapassar o difícil e inusitado momento financeiro por que está passando.

Amanhã, temos mais uma reunião na CABERJ, que vem apresentando às associações que têm atendido ao seu convite, os passos que vêm sendo dados no sentido de sanear as
suas finanças.

Esta unidade tem de ser, realmente, como vem sendo, para apresentar sugestões, e contribuir o soerguimento da nossa CABERJ, e, em nenhuma hipótese para, porventura, tentar indicar algum apaniguado!

Absolutamente, não é hora de se atirar pedras para desmoronar e desmoralizar o alto conceito de liquidez e probidade que a CABERJ conquistou e goza entre seus usuários, concorrentes e opinião pública nos seus 47 anos de existência e operacionalidade.

Qual a intenção de quem vem atirando pedras na CABERJ? Com que propósito fazem isso?  Tal atitude nos faz lembrar dos CAMICASES.
(1)

É hora, sim, de agregarmos esforços para soluções viáveis e necessárias à volta da normalização e do crescimento da situação financeiro-social da CABERJ.

Denegrir a imagem da nossa CABERJ, principalmente por quem deveria estar a defendê-la é, a princípio, DAR UM TIRO NO PRÓPRIO PÉ e, só leva à destruição de nosso maior patrimônio! A CABERJ, aquela que cuida e zela pelo nosso bem maior, a VIDA, precisa da colaboração de todos!

Não podemos desconsiderar que a CABERJ é uma empresa de mercado e, precisa de credibilidade para sobreviver!!!

Por que alguns ( poucos, felizmente ) estão, com atitudes insanas, que já beiram à irresponsabilidade, tentando, sistematicamente, tentando enlodar a nossa CABERJ?

É para pensarmos…

 

 

(1)     Camicases – Este termo ficou mesmo mundialmente conhecida a partir da Segunda Guerra Mundial, quando o termo Kamikaze foi usado para designar os pilotos ou os aviões japoneses suicidas que se atiravam sobre os seus inimigos)

Caberj comunicado sobre reunião com as entidades

No dia 12 de setembro, a ANBEP participou de reunião na CABERJ, por solicitação das Entidades Representativas.
Em virtude de não terem se esgotado todos os assuntos da pauta encaminhada, foi marcada uma nova reunião, que se realizou no dia 26, ontem.

Importante ressaltar que, de forma extremamente positiva, um grupo de banerjianos compareceu à CABERJ e pôde,
diretamente, ouvir, perguntar, esclarecer, apresentar dúvidas e sugestões e obter respostas diretamente do Diretor Executivo da CABERJ, Dr. Haroldo Aquino Filho. As associações presentes à CABERJ não participaram desta reunião e, somente após a sua finalização, iniciou-se o encontro com as entidades presentes. Registramos aqui nossos parabéns aos banerjianos que lá
compareceram, esclarecendo todas as questões, deixando de lado notícias que estão se revelando tendenciosas e prejudiciais à nossa Caixa de Assistência à Saúde.

Participaram das reuniões:

Pela CABERJ: Diretoria Executiva, membros do CODEL, alguns de seus funcionários e o atuário; E os representantes das Associações:

ABANERJ, AFBER, ANBEP e ANSIB, além dos diretores do Sindicato dos Bancários Ronald Carvalhosa e Vera Luíza.

De início, o Dr. Haroldo agradeceu pela oportunidade de prestar esclarecimentos às entidades presentes e declarou que está certo de que :

 

Dr Haroldo Aquino – Diretor Geral – Caberj

ATÉ MEADOS DO ANO QUE VEM (2018), NO MÁXIMO, A CABERJ ESTARÁ COMPLETAMENTE EQUILIBRADA E COM SUAS CONTAS ZERADAS.

Assuntos tratados:

Prefeitura – O Diretor Geral admitiu que o CONVÊNIO COM A PREFEITURA não se revelou um bom negócio para a CABERJ, creditando esse erro ao risco inerente ao negócio. Informou que o considerável prejuízo, como todos sabem, foi a razão da CABERJ não ter renovado tal convênio.

Acrescentou o Diretor que a Caixa de Assistência à Saúde está trabalhando muito no sentido de cortar gastos e, além de reduzir os custos em todos os setores, está demitindo funcionários, já que havia contratado pessoal para atender ao aumento da demanda quando da vinda da Prefeitura.

O balancete de julho ainda apresenta resultado significativamente negativo, em virtude do danoso contrato da prefeitura.

Novos Contratos – Segundo Haroldo Aquino, dissolvido o danoso contrato da Prefeitura, a CABERJ está em fase de recuperação, e citou novas contratações: TRF-2 – Tribunal Regional Federal da 2ª região ( 2.400 vidas ); NUCLEP, em fase final de contratação ( 3.500 vidas ) HOSPITAIS ISRAELITA e BADIN ( 2.000 vidas ) e outras instituições menores.

Plano Mater – Haroldo Aquino Filho falou sobre o nosso Plano Mater, repetindo o discurso que já conhecemos, ou seja, o envelhecimento dos seus participantes e também sobre o aumento sempre crescente dos custos decorrentes desse envelhecimento. Explicou que esta é a razão da grande necessidade de aumento de vidas, mais jovens, para contrabalançar os gastos com os mais idosos.

Reajuste da Mensalidade – Em relação ao reajuste das nossas mensalidades, em contraponto à nossa proposta de diluição do reajuste ao longo de 12 (doze) meses, após apresentação de diversas planilhas para demonstrar que, embora a Diretoria e Conselhos embora reconheçam que o reajuste é perverso, haja vista que os aposentados não terão aumento esse ano, é imprescindível manter essa correção como já divulgada e em fase de execução, admitindo avaliar essa questão somente no próximo ano.

PLAEF – A seguir, o Dr. Haroldo expôs o plano de recuperação, o PLAEF – Plano de Adequação econômico-Financeiro, traçado pelos técnicos da CABERJ, assessorados pela “PLURAL”, empresa contratada pela CABERJ para esta finalidade. Este plano foi apresentado à ANS e nele constam os passos que a CABERJ dará, daqui para a frente, ao longo de 2 anos, para atingir um resultado completamente satisfatório, informou o Dr. Haroldo Aquino.

Segundo o Contador da CABERJ , que fez a exposição da parte contábil da empresa, com as ações desse Plano, a empresa de agosto a dezembro, apresentará superávit; contudo, o balanço de 2017 ainda apresentará prejuízo, em virtude do déficit registrado no primeiro semestre. Tal prejuízo foi gerado, basicamente, pelo nefasto contrato da prefeitura. Todo este esforço, disse ele ainda, é para manter a Reserva Técnica nos valores atuais, descapitalizando-a o mínimo possível. Mencionou também, que na projeção para o ano de 2018 a perspectiva é de superávit ao final do primeiro semestre.

Ressalvamos que essas informações trazidas por ele são projeções, que podem não se concretizar, em função de fatores não
previstos.

Prosseguindo, a Diretora Denise Ramiro complementou a exposição do PLAEF, apresentando um cronograma de trabalho e ações bastante minucioso que, segundo ela demonstrou, tem sido cumprido, rigorosamente, por toda a equipe técnica e tudo vem sendo conferido com a Contabilidade, a fim de que sejam corrigidas, imediatamente, quaisquer eventuais distorções. Nada é feito aleatoriamente.

A ANBEP espera que estas medidas mencionadas se concretizem e tragam o resultado positivo que precisamos para nossa tranquilidade!

Novos Planos – A CABERJ está estudando dois novos planos MATER: Um, assim chamado de “POPULAR”, com uma rede bem mais enxuta, enfermaria, com preços menores do que o Mater Básico.

Um outro, embora com direito a quarto, com direito a quarto, teria uma rede reduzida, com preços entre o Mater Pleno e o Mater Executivo.

São ações que visam oportunidades para que todos possam continuar participando na nossa Caixa de Assistência à Saúde.

A ANBEP apresentou, ainda, sugestão para a criação de um novo Plano. A CABERJ aceitou a sugestão e irá aprofundar o assunto. Assim que tivermos uma posição mais concreta, informaremos aos associados.

Fechamento dos Núcleos – Dr. Haroldo esclareceu que o fechamento do “Núcleo Bangu” foi em razão de não estar dando o retorno esperado, além do valor do aluguel estar caro. A CABERJ está em busca de um local mais apropriado, com preço mais adequado e, estão avaliando a conveniência (ou não) da terceirização.

Finalmente, entendemos que nossa posição deve ser sempre esta: De colaborar, auxiliando no que estiver ao nosso alcance, apresentando sugestões e críticas, sempre construtivas, e informando aos associados.

Tal colaboração não significa, absolutamente, concordância total ou submissão a quem quer que seja.

Temos que cuidar da nossa Caixa e visar sempre o melhor para a CABERJ, evitando ações políticas ou ações movidas por simpatias pessoais. Gostar ou não gostar de pessoas é algo absolutamente normal e próprio dos humanos; entretanto, não se pode ter atitudes relacionadas à CABERJ, pautadas em bases pessoais e subjetivas.

Finalizando, deixamos claro que nosso entendimento é que o contrato com a Prefeitura foi altamente lesivo aos cofres da CABERJ e, por esta razão julgamos imprescindível que se faça uma apuração interna de responsabilidades, para definir o que realmente ocorreu e, se for o caso, punir os culpados; no mínimo, para que se tenha subsídios que evitem outros casos no futuro!

X